AromaterapiaTerapias

Estamos numa jornada para aprender a amar…

Faz alguns meses que eu escrevi sobre uma linda experiência que tive com o Óleo de Mirra, e gostaria de compartilhar novamente.
 
O óleo de Mirra é considerado na antiguidade como símbolo da vida e da morte, o início e o fim.
Mirra abre o quarto chakra (cardíaco), e estimula a expressão de sentimentos e emoções que muitas vezes por medo não falamos.
Durante as manhãs nos templos, os egípcios utilizavam a Mirra em adoração ao Deus Rá (Deus do Sol), para iluminar as suas vidas aqui na Terra e para que seguissem as suas missões de vida, restaurando assim a confiança em si mesmo e na vida.
 
O óleo de Mirra me ensinou a perceber quem eu quero ser no futuro?!
Como mãe, como profissional, pois como sabemos tudo deve ser harmonioso!
 E mais ainda: o que eu vou fazer para mudar algumas coisas agora?!
O que eu quero dizer é que passamos a vida lutando e querendo ser melhores para sobreviver e nos realizar, mas nunca, em hipótese alguma devemos esquecer das pessoas que estão ao nosso lado, e precisam de nós tanto quanto o nosso trabalho precisa da nossa dedicação!
O VAZIO que você sentirá no futuro, não poderá ser preenchido apenas com PALAVRAS!
 
Dizer EU TE AMO, não vai curar essa dor!
 
ATITUDE no presente, e ser presente, é o melhor remédio para este sentimento!
 
Tem um texto do livro de José Carlos de Lucca que fala assim:
“Estamos numa jornada para aprender a amar. Criar amor em nossos relacionamentos é a nossa mais importante MISSÃO DE VIDA!
Poderemos ser um profissional de sucesso, muito competente, mas, se tivermos dificuldades constantes de nos relacionarmos bem com as pessoas, não estaremos realizando a nossa principal MISSÃO DE VIDA.
Posso ser um profissional de renome ou uma pessoa de grande poder ou prestígio, mas, se não converso com meu filho em casa, se não trato carinhosamente os familiares, se desprezo funcionários ou colegas de trabalho e esqueço os amigos em suas horas de dificuldades, minha principal tarefa que me trouxe à Terra estará sendo esquecida.
Do ponto de vista espiritual, nosso planeta pode ser visto com uma escola de educação de sentimentos.
Quando acordarmos no mundo espiritual nossa consciência não nos perguntará quantos bens materiais acumulamos, mas quanto amor nós demos, quanto bem fizemos, quanto carinho distribuímos, quantas lágrimas secamos, quantos sorrisos provocamos, quantas pessoas levantamos, quantas amizades construímos, quantas ofensas esquecemos, quantas inimizades desfizemos!”
Amor

Sem Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Post anterior

Óleo Essencial de Manjerona

Próximo post

"Não existem mães Perfeitas"